Professores da região da AMOSC participam de formação continuada da educação infantil

Municípios da região da Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (AMOSC) participaram, na última semana, da formação continuada dos professores da educação infantil. A iniciativa faz parte de uma caminhada que iniciou em 2015 com a elaboração da Diretriz Curricular Regional da Educação Infantil. Neste ano, foi discutida a implementação da proposta de organização curricular destacando os consensos que foram construídos acerca da concepção de currículo, defendida no documento como um conjunto de práticas da educação infantil que se apresenta como campos de experiências da educação infantil de 0 a 3 e 4 e 5 anos.

As formações aconteceram no Polo de Formosa do Sul, abrangendo os municípios de Quilombo, Santiago do Sul, Irati, Jardinópolis, União do Oeste, Coronel Freitas e Cordilheira Alta; no Polo de Pinhalzinho abrangendo Serra Alta, Sul Brasil, Águas Frias, Nova Itaberaba, Nova Erechim e Pinhalzinho; e no Polo de São Carlos com a participação dos municípios de Arvoredo, Águas de Chapecó, Guatambu, Planalto Alegre, Caxambu do Sul e São Carlos.

Na última semana ocorreu o encerramento da etapa de formação, onde foram discutidos alguns elementos norteadores da diretriz curricular e apresentados relatos de experiências da prática pedagógica com base nos campos de experiências.

A formação é uma organização da AMOSC e da Escola de Gestão Pública Municipal (EGEM) e contou com a mediação da professora Claudia Cruz, pedagoga e consultora educacional. Segundo ela, esse processo, aliado à elaboração da diretriz, fortalece os municípios na direção de uma educação infantil que privilegia a infância, cumprindo sua função social.

“O documento é uma construção coletiva dos municípios da região da AMOSC que retrata um novo olhar para educação infantil como parte da educação básica. Está em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Infantil, de 2009, e subsidiará a ação pedagógica dos Centros de Educação Infantil da região”, destacou a pedagoga e assessora em educação da AMOSC, Locenir de Moura.

Para a secretária de Educação de São Carlos, Rosane F. Hansen, a formação foi fundamental na mudança de alguns paradigmas e mitos na educação infantil, principalmente sobre alfabetizar ou não nesta etapa. “Houve uma compreensão do que é realmente alfabetizar na educação infantil, destacando que é através do lúdico, das brincadeiras, da organização dos espaços e a interação entre o educador e a criança que se constrói a aprendizagem, por meio do contato com as várias experiências proporcionadas para eles. Na educação infantil o educar e o cuidar não estão dissociadas”, observou.

A pedagoga do município de Arvoredo, Elizabete Burin, avaliou positivamente a formação destacando que foi um novo aprendizado. “Não atuava na educação infantil e esse trabalho serviu para nortear a parte pedagógica auxiliando, principalmente, nesse momento em que o município inicia o atendimento a crianças de 0 a 3 anos”, finalizou.

 

MARCOS A. BEDIN
Registro de jornalista profissional MTE SC-00085-JP
Matrícula SJPSC 0172

REDE ASSOCIADA


PARCERIAS


© 2007 - 2021 Escola de Gestão Pública Municipal. CNPJ 08.940.383/0001-90. Todos os Direitos Reservados.